América do Sul Brazil Praias Urbano

Top 3: EXPERIÊNCIS GASTRONÔMICAS NO RJ

Nem só de praia vive o Rio. Veja como ter uma jantar inesquecivel na Cidade Maravilhosa.

Conhecido mundialmente como “capital do Brasil” pelas belezas naturais, corpos bronzeados e o maior carnaval do mundo, o Rio de Janeiro merece muitos posts. Este é só o primeiro deles, e também a estréia da sessão Top 3 aqui do blog.

Injustamente rejeitado pela vizinha São Paulo – e capital sul-americana da gastronomia – o Rio também proporciona experiência incríveis em restaurantes ótimos e chefes premiados.

Uma prova disso é que, na lista anual publicada pela revista Restaurant com os 50 melhores da América Latina, três são cariocas. Das minhas três recomendações, duas entram nessa lista!

Está com viagem marcada e quer ter uma noite mais do que especial? Lá vão as dicas:

Olympe – 17° melhor restaurante da América Latina 

Restaurante carro chefe dos grupo Troisgros, oferece  menu convencional e menu degustação (que varia muito, mas que quando fui tinha 12 pratos), e mistura pratos clássicos brasileiros com um toque francês.

1olympe-claude-troisgros1 destemperados
Foto: Desetemperados

Encabeçado pelos irmãos Claude e Thomas Troisgros, a posição do restaurante não é a toa. O espaço pequeno e acolhedor no entorno do Jardim Botânico, point de ótimas opções alimentícias, é cheio de gringos que buscam entender um pouco mais da culinária dos chefes-estrela. Com umas dez mesas, o serviço é impecável e a comida maravilhosa, um ambiente calmo e ligeramente silencioso. O menu principial há variações, eu mesma pedi o vegetariano e provei um dos melhores nhoques que já comi nessa vida.

Definitivamente, o meu restaurante preferido no Rio.

Endereço

R. Custódio Serrão – Lagoa, Rio de Janeiro – RJ, 22470-230

Telefone: (21) 2537-8582

Aprazível – Dining with a view

Localizado no morro de Santa Tereza, cercado de natureza e com o mar ao fundo, com certeza uma das vistas mais lindas do Rio de Janeiro. Se você quer curtir um drink with a view, esse é o lugar.

A culinária é prioritariamente brasileira, mas vem de forma bem democrática. São petiscos, drinks e pratos que são servidos durante todo o dia. As estrelas do menu são, com certeza os frutos do mar, mas a minha menção de honra vai para uma entrada: o palmito assado fresco.

palmito
Palmito assado dos deuses
upload_-1(26)
Baião de dois: sorvete de tapioca com calda de açaí

Endereço

Endereço: R. Aprazível, 62 – Santa Teresa, Rio de Janeiro – RJ, 20241-270

Telefone: (21) 2508-9174

Translado: Por estar localizado no topo de Santa Tereza, sair do restaurante pode ser bem complicado se você estiver dependente de táxi/Uber – afinal, além de estar super isolado, o acesso à internet é bem escasso. Pensando nisso, o restaurante oferece um translado. Para reservar na ida também, só clicar aqui. Na volta, embora seja sugerido também ter reserva, eu consegui um disponível na saída do restaurante.

Lasai – 18° melhor restaurante da América Latina

Imagine a seguinte situação: você acabou de aterrizar no Brasil e não tem ideia do que está fazendo aqui, como se vive, o que se come. Imaginou? Pois bem, neste caso eu recomendaria a você parar no Lasai antes de fazer qualquer outra coisa no país. Do chefe Rafa Costa e Silva, um carioca cheio de inspirações mundanas, acho que é o restaurante que mais resume a culinária brasileira, feito com ingredientes orgânicos – sim, eles têm duas hortas – e totalmente cotidianos. Sem frescura mesmo, sabe? Pão de queijo, goiabada, queijo curado…coisa que todo brasileiro, em qualquer parte do país, já comeu. E mais: conseguiram fazer isso dentro de um menu degustação, sem ficar chato e com muita, mas muita comida (eu já estava sem fôlego quando chegou a hora da sobremesa – as porções são bem fartas).

lasai
Parte do menu: para se comer ajoelhado

Endereço

Rua Conde de Irajá, 191 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ, 22271-020

Telefone: (21) 3449-1854

Importante: Por serem sempre bem concorridos, vale lembrar que é interessante reservar com alguma antecedência, especialmente o Olympe que não tem muitas mesas.

Paulista; Inquieta e curiosa, ama uma boa história. E olha que não faltam histórias para Menina Thais, que já fez intercâmbio, morou em um motorhome, teve um sabático e foi nômade pelo mundo.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀