Europa

O QUE É QUE O PORTO TEM?

Já pensou em visitar o Porto na sua ida a Portugal? O que não faltam são motivos para incluir essa cidade encantadora no roteiro.

Essa cidade lusitana foi eleita o Melhor Destino Europeu em 2017 (prêmio que já tinha ganhado duas vezes), mas, apesar de Portugal estar na moda entre os brasileiros, tem muita gente que não sabe nada sobre o Porto.

Quando pensamos em visitar a terrinha, logo vem à mente a capital, Lisboa. Neste post elenco algumas razões para visitar o Porto, já que ele desbancou (com todo merecimento) não só Lisboa, como muitas outras cidades que são consideradas super destinos na Europa.

Razão #1 – Preços super econômicos!

Portugal como um todo tem preços muito atrativos! E especificamente no Porto é possível aproveitar muito com pouco. Não é difícil encontrar restaurantes com menus completos a 5 euros, por exemplo (e quando digo completo me refiro a pão, sopa, prato principal e sobremesa ou café).

As hospedagens também são ótimas para o bolso dos viajantes. Quando visitei a cidade, em fevereiro de 2015, gastei míseros 60 euros em uma pensão para ficar em um quarto de casal com meu marido por 7 dias.

Leia também: Hospedagens pelo mundo

Não foram 60 euros por dia, e sim 60 euros pela semana toda! É claro que não havia café da manhã, nem almoço ou jantar, era apenas o quarto, mas mesmo assim valeu super a pena. Em uma busca rápida no Booking, é possível encontrar boas opções de hospedagem com diárias na faixa dos 100 reais por dia (em período de baixa temporada).

Outro ponto econômico diz respeito às atrações. Muitas delas são gratuitas ou com entradas a preço simbólico (1 ou 2 euros). A atração mais cara que visitei foi o Palácio da Bolsa, que na época valia 8 euros por pessoa e incluía visita guiada (em 3 línguas!) que durou mais de 1h, além da degustação de 2 taças de vinhos locais.

Com tudo isso, o que quero dizer é que no Porto você gasta pouco e consegue 1) comer bem, 2) arrumar um local estruturado e cêntrico para ficar e 2) conhecer vários pontos turísticos.

Razão #2 – Tem muita atração!

Apesar de ser uma cidade pequena para os parâmetros de um brasileiro, o Porto concentra diversas atrações turísticas, principalmente na região central e no bairro da Ribeira.

Abaixo, a lista dos pontos imperdíveis:

  • Sé do Porto
  • Palácio da Bolsa
  • Estação São Bento
  • Mercado do Bolhão
  • Rio Douro (bairro da Ribeira)
  • Ponte D. Luís I
  • Igreja de São Francisco
  • Livraria Lello
  • Palácio Epicospal
  • Igreja de Santa Clara
  • Igreja de São Lourenço
  • Museu Casa do Infante
  • Estádio do Dragão
  • Vila Nova de Gaia
  • Torre dos Clérigos
  • Praia do Carneiro

Só isso tá bom?

foto 2
A catedral da Sé, chamada por lá de Sé do Porto
foto 3.jpg
A estação São Bento é cheia de detalhes, como os azulejos azuis, que também estão presentes em outros monumentos da cidade

Razão #3 – O vinho do Porto e o rio Douro

Agora o nome Porto começa a aparecer na sua lembrança, né? Pois é, o famoso vinho do Porto vem dessa cidade portuguesa. Na verdade, vem da cidade vizinha, Vila Nova de Gaia, porém era pelo porto do Porto que o enviavam ao exterior, por isso que, apesar de Gaia concentrar as adegas, o vinho leva o nome da outra cidade.

O acesso a esse líquido sagrado é super fácil: basta atravessar a ponte Dom Luís I (que pode ser cruzada a pé, inclusive) e você já está em Gaia. Praticamente todas as bodegas da cidade oferecem, por alguns eurinhos, degustação dos vinho que vendem.

foto 4.jpg
Degustação de vinho é o que não falta na viagem

Quem decidir fazer  o “cruzeiro pelo rio Douro” (um passeio de barco de uns 30 minutos, que me custou 11 euros para 2 pessoas), pode ganhar como bônus da empresa de “cruzeiros” um vale para degustar vinho em alguma adega.

foto 5.jpg
A ponte D. Luís I e a cidade vizinha, Vila Nova de Gaia

Os enófilos de plantão que quiserem expandir a experiência podem buscar por passeios mais completos no Douro. Há alguns que levam os turistas rio acima, para que possam visualizar e até visitar as videiras que dão origem ao vinho do Porto.

Leia também: Mendoza além do vinho

Razão #4 – Harry Potter nasceu aqui!

Quem ama a saga HP, como eu, vai ficar emocionado de visitar o local onde nasceram os primeiros rascunhos dessa história mágica. A autora do livro, J.K. Rowling, morou na cidade, e foi lá que começou a dar forma aos livros.

Alguns locais que ela frequentava serviram para inspirar os cenários descritos nos livros. A Livraria Lello, por exemplo, considerada uma das mais bonitas do mundo, foi inspiração para as escadas que se movimentam em Hogwarts. Outro local que parece encantado, e que foi transpassado do imaginário da autora ao livro, é o Café Majestic, que também é premiado por sua beleza.

foto 6
Por dentro da belíssima Livraria Lello

Viu como o Porto tem muito a oferecer aos turistas? É raro conhecer alguém que não se encante por esse local. Por essas e outras que você pode apostar nesse destino quando planejar uma viagem à Europa.

 

 

O que mais gosto de fazer é escrever e viajar, por isso comecei a escrever sobre viagens. Nasci e cresci no Brasil, mas a vida já me deu a oportunidade de viver no México, e agora na Espanha. Novos destinos sempre são bem-vindos! Para acompanhar minhas andanças, é só seguir o insta @terrasporondeandei.

%d bloggers like this: