America do Norte Sem categoria

CANADÁ: NIAGARA E ARREDORES

Ontario e suas belezas naturais.

:: Na última semana de agosto, cruzei todo o continente americano para passar uma curtíssima temporada no Canadá. Foram apenas quatro dias, nos quais visitei algumas regiões da Província de Ontário, a partir de Toronto. Dividi minha experiência em dois textos: minhas primeiras impressões e a visita a Niagara. ::

Para ler as minhas primeiras impressões do Canadá, clique aqui.

 Como chegar:

A 130km de Toronto, o lado canadense de Niagara Falls é bem fácil de ser acessado.

Carro: O jeito mais fácil e cômodo, você faz seu próprio horário e se sobrar tempo, ainda conhece os outros atrativos da região.

Ônibus: Opção mais economica, a Greyhound faz o trajeto do Terminal Central de Toronto até a Niagara com tarifas que começam em $13,00.

Planeje sua viagem: O valor das tarifas de ônibus oscilam bastante e comprando pela internet há uma tarifa especial com desconto. 

Trem: Saindo de Toronto, a Via Rail desembarca na Estação Niagara ($36 CAD). Os horários variam e é possível comprar com antecedência pelo site.

Atenção: Adultos até 25 anos tem desconto na compra da passagem!

Tours: Para quem procura uma opção “guiada” e sem precisar se preocupar muito com os atrativos, uma opção um pouco menos em conta são os diversos tours oferecidos por agências.

A cidade de Niagara 

O lado canadense de Niagara, também conhecido como Município de Niagara, é a região que abriga e dá nome às Cataratas e a cidade homônima (Niagara Falls).

Existem duas cidades de Niagara Falls: uma do lado Canadense, em Ontario, e uma do lado americano, em New York.

cidade de niagara

Niagara Falls: 

Maior atração da província de Ontario, as Cataratas do Niagara (ou Niagara Falls) estão localizadas na fronteira entre os Estados Unidos e Canada e podem ser visitadas a partir de qualquer um desses países.

Apesar de não impressionar tanto pelo tamanho, as quedas d’água são surreais!

header

Há basicamente duas formas de passar pela experiência:

A pé: Toda a área é murada e você pode visitar gratuitamente.

De barco: Para os mais aventureiros, o passeio de barco é oferecido pela Hornblower, com diversas opções de horários e experiências, a partir de $25.

Uma coisa que me chamou bastante a atenção é que as Cataratas estão cercadas de entretenimento numa espécie de “Las Vegas canadense”. Muitas luzes, restaurantes, redes de hotéis e cassinos cercam as quedas, o que pode ser um pouco decepcionante para quem espera uma atração tipicamente da natureza (como acontece na Victoria Falls ou nas Cataratas de Iguaçu, onde o acesso é não é tão simples e o verde predomina na paisagem).

niagara skywheel.jpg
A famosa roda gigante: Niagara Skywheel

Arredores 

Os arredores são tão promissores (talvez, ainda mais) do que a própria Niagara Falls. Se você está com tempo, não deixe de fazer esse turismo mais “alternativo”, mas não menos interessante.

Niagara on the Lake: Um dos lugares que tinha certeza que queria passar durante a minha viagem ao Canadá era Niagara on The Lake. Às margens do Lago Ontario (um dos cinco lagos que fazem parte da região dos Granges Lagos), parece uma cidade cenográfica, cheia de casinhas perfeitas, restaurantes e lojinhas de souvenir. Para chegar, pegue a a Niagara Parkway, que também recebe o nome de Scenic Route, por ser uma das estradas mais lindas, EVER! Só o caminho já vale a pena, mas caso tenha tempo, não deixe de se hospedar no hotel mais antigo da região, o Prince of Wales, perfeito para uma viagem a dois.

niagara on the lake.jpg
Dia de sol em Niagara on the Lake

 

prince of wales
A famosa esquina do hotel Prince of Wales

Vinhedos: Com certeza um dos passeios que mais valem a pena, fiquei com muita vontade de me hospedar por ali e fazer uma vinícola por dia. De clima favorável e à margem do Lago Ontario, a região de Niagara, tanto do lado canadense quanto do lado americano, é grande produtora de vinhos tanto frutados quanto branco e tinto. Se passar de carro por essa região já é um deleite, imagina fazer uma degustação!

olive tasting
Degustação de azeites em Oliv.

No blog da Gaby (aqui) tem um post bem explicativo com sugestões de acordo com seu perfil.

Hamilton (CA): A 70km de Toronto, uma das possíveis rotas até Niagara Falls passa pela quarta maior cidade da província (mais de 500 mil habitantes). Hamilton foi apelidada como “Waterfall Capital of the World” (Capital mundial das cachoeiras) por ter mais de 100 cachoeiras espelhadas pela cidade! Se estiver à procura de uma experiência menos turística, uma boa opção é parar por aqui para apreciar.

Buffalo (USA): Já fora do Canada, mas bem pertinho da fronteira, Buffalo está no Estado de Nova Iorque e sim, o nome tão familiar, apelidou as famosas asinhas de frango, bufallo wings. Além de provar a iguaria na sua própria casa, Buffalo é uma ótima parada para fazer compras. Com preços mais convidativos do que os canadenses, vale parar por ali e conhecer os Outlets da região. Lembrando que para chegar nos EUA, você precisará atravessar a Rainbow Bridge, e claro, ter um visto americano válido.

%d bloggers like this: